Oi pessoal, como vão? Semana passada recebi uma sugestão de uma leitora do blog. Ela tem algumas dúvidas de como se faz uma resenha e pediu para que eu fizesse uma postagem sobre o assunto. Primeiramente quero agradecer a Viviane e dizer que fiquei muito feliz com o seu pedido.
Porém devo ressaltar que não sou formada em jornalismo, letras ou outro curso. Portanto nunca fiz uma resenha acadêmica e não sei as bases da mesma. As resenhas aqui do blog são muito pessoais e não sei, sinceramente, se as devo denominar de resenhas. Afinal, as mesmas são somente um comentário sobre a leitura dos livros.
Mas, mesmo assim, vou deixar aqui algumas informações. Espero que elas sejam esclarecedoras.
8_large
Existem dois tipos de resenha, a resenha-resumo e a resenha-crítica. O tipo que os blogueiros literários geralmente fazem é a resenha-crítica, pois além de fazer um resumo sobre a obra, eles a avaliam, criticando os aspectos positivos e negativos da mesma.

É importante que a resenha tenha algumas informações para que o leitor se localize. Como, por exemplo, uma imagem da capa, o autor, a editora, o número de páginas, uma sinopse, o preço e a sua nota para a mesma. Não é obrigatório que a resenha possua todas essas informações, mas é recomendável que tenha algumas para que o leitor se familiarize com a obra.

Não há maneria certa de começar uma resenha! Você pode começar resenhando a obra em si, ou fazendo uma analogia com outras obras ou ações do seu cotidiano. Mas preste atenção na qual você escolherá. Muitas vezes os leitores não conhecem as mesmas obras que você e podem acabar não entendendo as comparações feitas. Então recomendo que, caso você queria fazer uma analogia, escolha obras bem conhecidas, como as clássicas ou best-sellers do momento.

Para qualquer tipo de texto, é recomendável prestar uma atenção extra nos parágrafos e nos seus tamanhos. A resenha ficará muito mais bonita se os parágrafos tiverem tamanhos aproximados.

A melhor forma de fazer uma resenha é apresentando a obra e ao mesmo tempo a sua opinião. Apesar de ser muito difícil, não custa tentar certo? Porém, a maior parte dos “resenhistas” apresenta o conteúdo da obra e somente no final escrevem a sua opinião.

tumblr_l4kyr3wds71qa9yjmo1_500_large_large-e1286723055116_largeO treino é essencial para que a sua habilidade melhore. Quanto mais resenhas você fizer, melhor ficará. As palavras virão com mais facilidade e isso auxilia em outros aspectos da sua vida, como no acadêmico.

Por fim, devo dizer para todos ficarem contentes com suas resenhas. Não sejam muito críticos, afinal isto aqui não é uma faculdade, e garanto que as pessoas conseguem escolher suas leituras de uma boa forma mesmo que a resenha não esteja enquadrada em rígidos parâmetros.

Sei que para algumas pessoas não foi muito útil, mas outras estão meio perdidas nesse assunto. Ressalto que para enviar qualquer outra sugestão é só entrar em contato comigo que ficarei muito feliz em escrever para vocês.

Ah, quero deixar anotado aqui um grande erro que vejo em muitos blogs. Já li muitas resenhas (muitas mesmo!) onde havia partes como “essa estória”, “a estória de Dom João” e outras. A palavra estória não existe! Ela é um neologismo (uma palavra inventada), e nunca figurou na norma culta de nossa língua.
Porém teve uma grande aceitação do público brasileiro já que diferencia algo real de uma ficção e é por causa disso que, até hoje, ela é largamente utilizada mesmo “sem existir”. Alguns dicionários até trazem a palavra, mas com a recomendação de que se use a palavra história, na qual não há controvérsias sobre o seu uso.
Para mais informações, inclusive como a palavra estória surgiu, recomendo que leiam esta matéria.
Beijos, até a próxima.


20 Comentários

  1. De nada! Sempre que precisar, só entrar em contato comigo. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Viviane Lucena10/10/2012 22:24

    Muito obrigada!! Me ajudou muito, já havia pesquisado algumas vezes, mas o seu post foi bem explicativo para mim e me ajudou muito. Obrigada! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Gabriela A.10/10/2012 22:24

    Oii Alana
    Amei o post. Muito útil para quem quer começar a escrever resenhas e para quem já escreve.
    Quanto a palavra estória eu realmente não sabia. Quando criei o blog, sempre lia estória nas resenhas e dei uma pesquisada. Encontrei que o correto para ficção é estória (internet me enganando :X). Vou tentar me corrigir nas futuras resenhas!


    Beijos,
    Gaby
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Marcelle Dantas10/10/2012 22:24

    Olá Alana!

    Com certeza o seu texto foi muito construtivo e algumas pessoas precisavam dessa luz. Parabéns!

    E eu não sabia essa do termo 'estória'... e eu uso muito ele! kkkk Vivendo e aprendendo, né?!

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Alana! Adorei o post! Várias dicas que eu vou usar..
    Quanto a palavra estória, eu quando comecei a fazer resenha usava a palavra história. Só que eu fui pesquisar e vi esse outro modo de escrever, mas que não existe. Eu passei muito tempo escrevendo estória, mas agora estou parando. Além do que é uma palavra muito feia! Rs!
    Beijinhos!


    Camila.

    loucuradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Pra mim também Flavia, e acho que realmente é o correto. Como a palavra "estória" n-u-n-c-a entrou para a língua padrão e nem existe em outros países que falam português, acredito que ela realmente não possa ser usada. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Verdade Kezia, depende muito do dia! Umas vezes consigo misturar, e em outras simplesmente não dá, hehe. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Alana!
    Parabéns pelo post, realmente tem muito blogueiro precisando de ajuda! Eu gosto de misturar tudo: citação, resumo do livro, minha opinião... É aquela coisa, cada um tem seu jeito, e não sou muito certinha na hora de resenhar, haha!


    Não gosto muito de resenhas que começam com as sinopses, já até pensei em fazer isso mas não faz meu estilo, sabe...


    Beijão!!
    LT

    ResponderExcluir
  9. Kezia Martins10/10/2012 22:25

    Adorei o post.
    Eu costumo ir contando a história e dando minha opinião, mas nem sempre funciona rs
    Às vezes eu acabo contando a história e deixo a opinião para o final. Depende muito do livro e da minha criatividade no dia haha
    Beijinhos,
    fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. kellenbaesso10/10/2012 22:25

    Concordo como C.J e também não leio as sinopses originais colocadas nos posts. Quando eu faço a resenha sempre conto com as minhas palavras. Acho bem melhor assim. :)

    ResponderExcluir
  11. kellenbaesso10/10/2012 22:25

    Parabéns pelo post, Alana. Adorei. Super completo e informativo. ;)
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  12. Garota do Livro10/10/2012 22:25

    Oi! Nossa, eu não sabia que a palavra "estória" não era bom ser usada, :/
    Adorei seu post, geralmente eu faço minhas resenhas dessa forma ;)
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Andressa Mendes10/10/2012 22:25

    Vim aqui para retribuir o comentário que deixou no meu blog na resenha de Cinquenta Tons de Cinza (paradiseofthetruths.blogspot.com) e me deparei com esse post muito informativo. Super bem feito, tenho certeza de que muitos de seus leitores devem ter adorado esse post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ah entendi! Pois é, quando percebo que a pessoa já vai fazer uma sinopse e colocou a original, não leio a original #segredo.

    ResponderExcluir
  15. Então, quis dizer copiar a sinopse do livro. É melhor fazer a sinopse com suas proprias palavras, e a maioria do povo faz os dois... aí realmente fica cansativo.

    ResponderExcluir
  16. Pelo o que li, a resenha-resumo é só um resumo mesmo e os pequenos comentários podem se encaixar na parte crítica da resenha.
    Mas enfim, não vejo problemas em começar a resenha fazendo uma sinopse, desde que o autor já não tenha colocado a sinopse original antes (se não, fica muito cansativo!).
    O chato mesmo é copiar a sinopse idêntica na resenha e ainda levar "crédito" por isso né?

    ResponderExcluir
  17. Oláaa! Adorei seu post.... Está muito bem feito e acredito que foi bem esclarecedor para TODOS :D


    E a parte do ESTÓRIA disse tudo, também já vi isso <o


    bjoooooos!

    http://estoulendoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Pelo que mais vejo são blogs fazendo resenha resumo, com comentários coloquiais. Mas cada um faz do seu jeito e vai aprendendo, o que não gosto mesmo é que comecem a resenha reproduzindo a sinopse que vem no livro.

    ResponderExcluir
  19. Amei o post, ótimas dicas :D (anotadas ^^').
    Eu tinha dúvidas quanto ao uso da palavra estória (sempre via em textos pela Internet); muito bom saber essa informação ^^
    Beijinhos
    Isabelle - http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. FlaviaPenido10/10/2012 22:50

    Parabens pelo post!

    Muita gente por aí precisa mesmo ter noção do que é uma resenha... Já vi blogs com resenhas de um paragrafo só onde o dito cujo só comentou que o livro é bom por se tratar de seu tema preferiro. E onde diabos está a resenha? Como a pessoa que lê essa porcaria vai saber se o livro presta ou não? E isso sem contar com os erros terriveis de ortografia....
    Com relação as palavras "história" e "estória", eu nunca usei "estória" acho essa palavra horrorosa. Ja disseram que o certo é usar "história" para falar sobre acontecimentos passados e reais, e "estória" para coisas inventadas e ficcionais, mas não adianta... não uso e pronto. Pra mim é e sempre será "história". rsrsrsrs
    BjokasFlavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir