MEYER, Stephenie. A Hospedeira. Intrínseca. 2009. 557p.


Começar a resenha de um livro escrito por Stephenie Meyer citando Crepúsculo é logicamente normal. A série causou uma repercussão internacional tão grande que compará-la com outra obra da autora é algo óbvio. Confesso que a fama foi o principal fator que me impulsionou a ler a série. Apesar de gostar do assunto, ela não me cativou. Eu terminava a leitura de alguns livros exausta e não concordava com algumas modificações das lendas. Felizmente A Hospedeira foi uma aventura totalmente diferente. Eu não queria largar o livro nem durante um segundo. Mesmo que eu não tenha muitas referências sobre o assunto, acredito que a autora inovou e o resultado foi muito surpreendente e satisfatório.

Peregrina é uma alma, um pequeno ser prateado que se infiltra em alguém e o domina até o corpo morrer. É assim que as almas passam a eternidade: vivendo inúmeras vidas em inúmeros corpos. Essa espécie invade a Terra e domina os seres humanos. Porém, o nosso planeta é um pouco mais complexo, com diferentes sentidos e emoções tão fortes que ultrapassam a lógica. Algo diferente para Peregrina, que nunca precisou de alguma ajuda para se controlar.

Melanie é um dos poucos humanos que descobriu que havia algo errado acontecendo no mundo. Considerada uma selvagem pelas almas, ela fugiu e lutou pela sua sobrevivência, até ser capturada. Ao invés de invadir um corpo e comandá-lo “em paz”, Melanie é forte e não deixa Peregrina sozinha. Peregrina precisa achar informações sobre os esconderijos dos humanos selvagens, mas é assolada por imagens de um homem, que ainda está foragido: Jared. Até acabar se apaixonando por ele. Inacreditavelmente, Melanie e Peregrina tornam-se amigas e tentam procura-lo, já que agora ambas o amam.

Eu gosto da escrita da Stephenie, a leitura flui muito bem e só tenho elogios para a história. Muito bem construída, com algumas inovações, e uma crítica forte sobre os costumes de nossa sociedade. Não há mudanças tão grandes, que gerem polêmica como na série citada. Agradeço por isso, não gosto de muita conversa em torno de pouco assunto. O que mais me deixou chateada durante a leitura foram os errinhos básicos, já que nessa edição, os erros não são tão “básicos” assim. Achei até um “sinto de segurança” em lugar de “cinto de segurança”. Além de algumas concordâncias nominais.

Quem, assim como eu, já leu a série criada pela autora e não gostou muito, não se desespere! Não pense: “Ah, são 500 e tantas páginas escritas pela S. M. Não irei aguentar!”. O livro é extremamente viciante, aborda questões importantes como, citando a autora, as diversas faces do amor. Minha nota é cinco estrelas, pois a história é ótima. Mas se fosse contar todos os “errinhos”, diminuiria para 4. Eu recomendo a leitura, para todos. Realmente surpreendente.

Nota: ♥♥♥♥♥


12 Comentários

  1. Viviane Lucena10/10/2012 22:26

    Realmente eu me apaixonei por esse livro, é extremamente viciante e bom. Estou pensando em relê-lo. A Stephenie M. se superou, esse foi o melhor livro que li da Stephenie.

    ResponderExcluir
  2. Realmente eu me apaixonei por esse livro, é extremamente viciante e bom. Estou pensando em relê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Tatiane Augusto10/10/2012 22:28

    Eu comecei a lê-lo, mas ainda não tive tempo de terminar :( mas, as páginas que li, já deu para ter uma ideia que o livro é muito bom :D


    http://somaisesse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aham, concordo com você. Muito melhor do que os livros de Crepúsculo. Como eu já disse, é surpreendente. =)

    ResponderExcluir
  5. Na minha opinião A Hospedeira é a melhor obra de Meyer, consegue ser melhor do que todos os livros da Saga Crepúsculo juntos. O começo é meio chatinho mas depois que a Peg encontra os humanos o livro fica muito tenso, eu fiquei com os meus nervos a flor da pele. Não estou ansioso para ver o filme, na minha visão esse livro é complexo demais para ser adaptado para o cinema.
    Abraços.



    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Karoline, eu também não conseguia parar de ler. Realmente o livro é muito bom, e obrigada por me passar o link, eu não fazia ideia da existência desse capítulo extra. Beijos, vou seguir seu blog também! Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  7. Oi, adorei sua resenha. A Hospedeira é um dos livros favoritos, eu não conseguiapara de ler, estou louca para poder ver logo o filme. Não sei se você já leu o capítulo extra que a Steph liberou, te garanto é lindo tem nesse link http://pt.scribd.com/doc/30752674/Capitulo-Extra-de-the-Host

    Parabéns pelo blog, estou seguindo e adorando!

    Beijos,
    http://paraisocaotico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Jéssica Patrício10/10/2012 22:38

    Olá,achei o blog muito lindo! Nunca tinha pensado em ler esse livro,mas sua resenha me deu vontade,parece ser bem legal ;D


    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Quantas vezes passei por esse livro na livraria e achava sem graça... Depois que eu vi uma super promoção desse livro (sério, ele só estava 6,90) não pude deixar e comprei. Enrolei mais algumas semanas mas finalmente peguei para ler, e amei! É muito perfeito *-* Fiquei triste quando soube que talvez não teria a continuação, torço para que ela mude de ideia e escreva o outros 2 volumes!


    Amei sua resenha ^^


    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Amei esse livro e a sua resenha!
    Confesso que por se tratar de alienígena eu tinha ficado com um "pé atrás" rs
    Li e ouvi muitos dizerem mal do livro e cheguei até a querer abandoná-lo pq o começo é um pouco chato e massante.
    Entretanto, continuei a ler e descobri um livro fascinante!
    Adorei o tema proposto do livro e o final tbm cofcof!
    Vale muito a pena ler =)
    Beijo*

    ResponderExcluir
  11. Eu li a série crepúsculo e não fiquei muito afim de ler a Hospedeira por ter me decepcionado com a outra série de livros, mas acabei adquirindo o livro em uma promoção e gostei bastante dele. A história é bem diferente do que eu já tinha lido e é muito mais fácil de acreditar nela do que nas lendas modificadas de crepúsculo Eu também gosto da escrita da Meyer por ser algo fácil de ler e ela conseguiu nesse livro tornar 500 e tantas páginas em algo para se ler em poucos dias.

    ResponderExcluir